Londres
°C

​Theresa May considera adiar o Brexit

|

(LONDRES  - Westminster) Por Redação - Na última quarta-feira (26), Theresa May, apresentou no parlamento o calendário de negociações do Brexit. No dia 12 de março será votada a última versão do acordo de saída. Se for reprovada, a primeira-ministra britânica considera pedir mais tempo à União Europeia e o Brexit pode não acontecer no dia 29 de março, como estava previsto.



A última proposta do Brexit, negociada em Bruxelas, pode ser rejeitada pelo parlamento e isso acarretaria em uma nova votação no dia seguinte, 13 de março. Nessa votação seria decidido se o Reino Unido sairá ou não sem um acordo com a União Europeia. Caso essa possibilidade também seja reprovada, Theresa May, considera adiar o Brexit por um breve período de tempo.


36679183844 36e0558d91 z

Foto Reprodução


Durante seu discurso, May alertou para o fato de que as eleições do parlamento europeu acontecerão no mês de junho. Se o Brexit não se realizar antes disso significa que o Reino Unido terá que participar dessa eleição. Segundo ela, isso é contrário ao interesse das 17 milhões de pessoas que votaram a favor da saída da União Europeia.



Jeremy Corbyn, líder do partido trabalhista, mudou seu posicionamento e exige um novo referendo mesmo que o acordo do Brexit seja aprovado pelo parlamento. “Pensamos que deve haver uma nova votação para ver se as pessoas sentem que foi para isso que elas votaram”. Para ele, seria necessária uma confirmação da população de que é isso que a maioria realmente deseja, para não colocar em risco a indústria e a economia britânica. 

2 Comentários

1

Claro que não será bom para a Uk sair da UE. Afetará e muito a econômia.

escrito por Carlos Castro 01/mar/19    04:21 h.
2

Eu acredito que não vai ser uma boa ideia a união europeia sair !!! Isso afetaria muito na economia do País

escrito por Andrea 28/fev/19    07:02 h.

Deixe seu comentário